quarta-feira, 10 de agosto de 2011

"África e Africanidades" produz antologia de poesia contemporânea cabo-verdiana

Saiu recentemente, em formato digital, uma antologia de poesia contemporânea cabo-verdiana, organizada por Ricardo Riso, disponível para acesso e download no sítio da revista académica África e Africanidades (ISSN 1983-2354), edição nº 13, ano IV.
Com 146 páginas, esta antologia reúne 76 poemas de 13 poetas cabo-verdianos: António de Névada, Carlota de Barros, Danny Spínola, Dina Salústio, Filinto Elísio, José Luis Hopffer C. Almada, Margarida Fontes, Maria Helena Sato, Mario Lucio Sousa, Oswaldo Osório, Paula Vasconcelos, Vasco Martins e Vera Duarte.
As ilustrações são da autoria dos artistas plásticos Abraão Vicente e Mito Elias.

APRESENTAÇÃO
A presente antologia pretende contribuir para a melhor divulgação da poesia contemporânea de Cabo Verde, ainda de tímida exposição no Brasil. Esse panorama contrapõe-se à excelente qualidade dos poetas revelados com o país independente, tendência que seria ampliada e consolidada nas últimas duas décadas configurando o amadurecimento da poesia cabo-verdiana, com seus agentes demonstrando pluralidades estético-formais, variedade temática e a busca incessante por um verbo depurado.
Organizar uma antologia expõe os riscos oriundos da seleção de quem a produziu, sendo inevitáveis algumas lacunas em razão das escolhas tanto dos poetas quanto dos poemas. Com isso, o critério que norteou a antologia foi o de que os poetas estivessem vivos, fossem reconhecidos por suas produções – principalmente as realizadas nos últimos vinte anos, com publicações próprias ou participações em antologias. Por outro lado, e apesar da boa inserção das obras de Dina Salústio e Vera Duarte no meio acadêmico brasileiro, houve a preocupação de oferecer maior representatividade de vozes femininas, pois é notório o predomínio masculino na poesia cabo- verdiana.
Um nome obteve especial atenção na antologia. Trata-se de Oswaldo Osório, agente histórico da poesia cabo-verdiana, poeta estreante ao lado de Mário Fonseca e Arménio Vieira em “Seló – Página dos Novíssimos”, no ano de 1962. Oswaldo Osório é o único dentre os antologizados que publicou no período colonial e permanece mantendo produção de elevado nível, como atesta o recente “A Sexagésima Sétima Curva” (2007, Dada Editora).
Com isso, a presente antologia deseja dar a conhecer, ainda que de forma breve, alguns desses poetas, artífices da linguagem, e assim estimular um olhar mais atento do público brasileiro para a recente produção poética cabo-verdiana.
Para encerrar, meu sincero agradecimento à Nágila Oliveira, idealizadora da revista África e Africanidades, que desde o primeiro momento abraçou o projeto da antologia. Agradeço a fundamental orientação e contribuição de José Luis Hopffer C. Almada, a valorosa ajuda da Profª Drª Simone Caputo Gomes. Agradecimento especial aos poetas participantes e aos artistas plásticos, Mito Elias e Abraão Vicente. E não poderia deixar de mencionar as Profas Dras que tanto contribuíram e contribuem no meu aprendizado: Norma Lima, Carmen Lucia Tindó Secco, Sonia Santos e Maria Teresa Salgado.

Ricardo Riso


Na edição 14 (agosto/2011), será publicada Moçambique Hoje: antologia da novíssima poesia moçambicana, também organizada por Ricardo Riso, com a participação de Alex Dau, Andes Chivangue, Armando Artur, Chagas Levene, Domi Chirongo, Manecas Cândido, Mbate Pedro, Rinkel, Rogério Manjate, Sangare Okapi, Tânia Tomé. Com ilustrações de João Paulo Quehá.

"África e Africanidades": http://www.africaeafricanidades.com

2 comentários:

Ozias Filho disse...

boa sugestão Inês... obrigado!

。♥ Smareis ♥。 disse...

Bacana isso. deve ser muito legal em formato digital e acesso para download.Desejo um ótimo final de semana cheio de muitas coisas abençoadas e muito feliz.
Abraços!
Smareis