quarta-feira, 10 de julho de 2013

Poesia no Bar A Barraca

Poesia às QUINTAS
com Miguel Martins
39ª sessão
Bar a Barraca
11 de Julho, 22H30
Entrada livre  

«Ora bem: isto passou-se assim: MM (já custa escrever-lhe o nome), esse verdadeiro arquétipo do populista pirómano, lembrou-se de ler poemas sobre tango (de Jorge Luis Borges, Mario Benedetti e John Mateer – este último a ser publicado, lá para o fim do ano, pela tropa fandanga d’O Homem do Saco) e, vai daí, pediu ao Alejandro Laguna, argentino, bailarino e paladino (do tango), recentemente doutorado por uma universidade alentejana, para, com o savoir faire que o notabilizou um pouco por todas as cortes da Europa, vir perorar a seu lado sobre a matéria em causa.
Alejandrito – como lhe chamava Eva Perón, enquanto afagava seu cocuruto de infante – aceitou e, por conseguinte, contamos com a presença de Vossências na próxima Quinta; isto, caso não queiram morrer mergulhados numa ignorância de bradar aos céus e até porque a lírica tanguera é, hoje em dia, matéria cujo desconhecimento elimina liminarmente qualquer candidato a trabalhar em empresas como a Setenave, a Goldman Sachs e a PREGAL (Padarias Reunidas da Graça e de Alfama). 
Quem não aparecer é porque gosta de snifar UHU!»
(Miguel Martins dixit)

1 comentário:

mariam disse...

Muito interessante! :)