segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Inger Christensen (1935-2009)

A poeta, romancista e ensaísta dinamarquesa Inger Christensen faleceu no passado dia 2 de Janeiro.
Inger Christensen, que integrava regularmente a lista de candidatos ao Nobel da Literatura, nasceu em 1935 em Vejle, era considerada uma das escritoras dinamarquesas mais importantes dos últimos anos e era conhecida pela sua poesia experimental, com formas próprias da matemática ou da música, como a do seu livro "Alphabet", uma das suas obras de referência.
Publicou os primeiros poemas em 1962 e publicou também romances, uma curta ficção sobre o Renascimento italiano, obras para crianças, peças de teatro, peças de rádio, e numerosos ensaios, entre os quais “O Segredo de Estado” (2000).
A escritora foi membro da Academia Dinamarquesa e da Academia Europeia de Poesia e foi distinguida com o prémio nórdico da Academia Sueca em 1994.
Venceu ainda o Prémio Austríaco Europeu de Literatura em 1994, o Prémio Europeu de Poesia em 1995 e o The America Award em 2001, entre muitas outras distinções.
As suas obras estão traduzidas em várias línguas.

2 comentários:

bruno sousa villar disse...

É possível lê-la em português?

Inês Ramos disse...

Há um poema dela traduzido por José Alberto Oliveira na Antologia "Rosa do Mundo", da Assírio & Alvim.