sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Premio Internazionale Trieste Poesia para Gonçalo M. Tavares

Gonçalo M. Tavares venceu em Itália o X Prémio Internacional Trieste 2008, com o livro "1", publicado pela editora Relógio D’Água.
O Prémio, no valor de 1.500 euros e uma obra de arte, será entregue ao autor no próximo dia 21 de Novembro, em Trieste.
Este prémio já galardoou os poetas Justo Jorge Padròn, Espanha (1999), Álvaro Mutis, Colômbia (2000), Mateja Matevski, Macedónia (2001), Oliver Friggieri, Malta (2002), Arturo Corcuera, Peru (2003), Amadou Lamine Sall, Senegal (2004), Miguel Barnet, Cuba (2005), Tahar Ben Jelloun, Marrocos (2006) e Omar Lara, Chile (2007).
Mais informações, aqui.


Conselhos inúteis

Não é um roubo retirares da paisagem
uma andorinha ou uma cadeira, mas não é simpático.
Daí a considerares o que digo um convite à imobilidade,
parece-me exagero.
Move-te, sim, mas acrescentando
coisas e assuntos à paisagem onde entras. Eis só.

Gonçalo M. Tavares
in "1", Relógio D'Água Editores

1 comentário:

José Roldão disse...

Um de meus autores prediletos. Silencia-me...

É dele a frase: “Um homem, entretanto, tinha um bilhete de viagem para a própria alma,
mas desconhecia o local de embarque”