sábado, 21 de junho de 2008

Novidades Assírio & Alvim


Correspondências
Vieira da Silva por Mário Cesariny, com reproduções de obras e cartas de Mário Cesariny, Maria Helena Vieira da Silva e Arpad Szenes

O presente volume vem dar conta da amizade que uniu Mário Cesariny e o casal Arpad Szenes – Vieira da Silva. Por meio de fotografias, obra pictórica e correspondência trocada entre os três artistas, é testemunhado o grande afecto e admiração que trocaram. O casal e a sua produção artística estão fortemente presentes na obra de Cesariny: este pintou-os, estudou-os, escreveu-lhes poemas e até uma obra: Vieira da Silva – Arpad Szenes ou o Castelo Surrealista.
Correspondências assume-se como precioso testemunho desta amizade, mas também documento de estudo desta parte mais íntima da obra dos três artistas.


Filho Pródigo
José Agostinho Baptista








Mensagem


Levo-te pela mão, meu filho triste,
e assim havemos de abrir um sulco perfeito,

no coração desta terra.
No teu coração,

há uma ferida sem fim,

eu sei,
e sei que encontrarás nos desertos do mundo,

nas cidades do mundo,

os sinais da tua mágoa.

Agora, onde estou, é sempre tarde.

Vejo-te a entrar na grande noite dos teus mares,

e acendo,

com a minha saudade,
uma luz intensa sobre os recifes.

Não penses que neste alto alpendre não velo o

teu sono,
enquanto espero por ti.

2 comentários:

Luís Graça disse...

Tenho saudades daquela "copofonia balconista" na 'barra' do antigo Tertúlia, da Rua Diário de Notícias, com o sorriso do José Agostinho Baptista na cabeceira, os da Zita e do Eduardo atrás do balcão.

Menina_marota disse...

2 publicações que vou gostar de adquirir por toda a sua componente.
Grata pela partilha e por esta divulgação, porque sem ela, provavelmente passaria ao "lado".
Beijinho ;)