quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Prémio Daniel Faria 2008 para José Luís Peixoto

José Luís Peixoto venceu o Prémio Daniel Faria 2008, um prémio instituído anualmente pela Câmara Municipal de Penafiel, as Quasi Edições e os herdeiros de Daniel Faria, na modalidade de Poesia.
O júri, constituído por Francisco José Viegas, Jorge Reis-Sá, Tito Couto e Vera Vouga, atribuiu o prémio ao original "Gaveta de Papéis", a concurso sob o pseudónimo de André Serrano.
O livro será publicado em Março nas Quasi Edições.
José Luís Peixoto é um dos nomes mais importantes da nova geração de escritores portugueses. A sua obra narrativa encontra-se traduzida em vários idiomas e a sua poesia recebeu os maiores elogios do público e da crítica. O livro de poemas "A Criança em Ruínas", publicado nas Quasi Edições em 2001, teve já sete edições, tendo vendido mais de 10 000 exemplares, caso raro, senão inédito, no panorama da edição de poesia em Portugal.

2 comentários:

Poesia Portuguesa disse...

E MUITO merecido!

Luís Graça disse...

Já o rapaz estava "laureado" e eu a falar com ele na Casa da América Latina sem o felicitar. Por mera ignorância!
Aqui fica um abraço de parabéns ao Zé Luís. Ou ao André Serrano, pseudónimo cuja origem é fácil de entender.