domingo, 6 de janeiro de 2008

Luiz Pacheco (1925-2008)

Morreu o escritor e crítico literário Luiz Pacheco. Figura incontornável da literatura, o escritor e também fundador da editora "Contraponto" tinha 82 anos e morreu este sábado ao fim da noite.
Luiz José Machado Gomes Guerreiro Pacheco nasceu em Lisboa a 7 de Maio de 1925 em Lisboa.
Frequentou o curso de Filologia Românica na Faculdade de Letras de Lisboa que não concluiu, sendo admitido em 1946 como agente fiscal da Inspecção de Espectáculos e vindo a tornar-se terceiro oficial dessa instituição.
Começou a publicar a partir de 1945 diversos artigos em vários jornais e revistas, de que se destacam O Globo, Bloco, Afinidades, O Volante, Diário Ilustrado, Diário Popular e Seara Nova.
Em 1950 fundou a editora Contraponto, onde publicou Raul Leal, Mário Cesariny, Natália Correia, António Maria Lisboa, Herberto Hélder, Vergílio Ferreira, entre outros. Dedicou-se à crítica literária e cultural, ganhando fama como crítico irreverente.
Denunciou a desonestidade intelectual e a censura imposta pelo regime do Estado Novo.
A editora Tinta da China vai editar brevemente as últimas entrevistas concedidas pelo escritor, compiladas por João Pedro George.

2 comentários:

Luís Graça disse...

Acabei de escrever uma crónica sobre ele para "Os meus livros" de Fevereiro.
Em 1996 propus uma entrevista a três, com ele, Manuel João Vieira e João César Monteiro. Foi recusada a proposta. E assim perdi a oportunidade de o conhecer pessoalmente, coisa que nunca chegou a acontecer.

Joaquim Alves disse...

Comentar o Luiz é de um atrevimento sideral e, ao mesmo tempo, simples.
Viveu e fez reflectir muita gente.
Por exemplo, eu!
Por enquanto, continuo a meditar. Sobre o LUIZ e a VIDA.

joaquim alves